November 12, 2017 4 Comments Família, Maternidade

1 mês de “Mãe de Dois”

Uma das coisas que eu mais pensava durante a gestação do Matias: “serei mamãe de dois”. Quanta responsabilidade hein Dona Patricia.

Foi no dia 10 de outubro que Matias chegou ao mundo. Minha bolsa rompeu a 1:00 da manhã e às 3:15 meu pacotinho, que veio de um parto natural, já estava em meus braços. Passados os dias na maternidade, eu já sabia que, ao voltar para a casa, o desafio começaria.

Ele chegou!

Durante esse primeiro mês de adaptações, posso dizer que foram três grandes desafios: ciúmes, rotina e disponibilidade.

Ciúmes
Ao chegar em casa, não consegui dar a atenção que Vicente merecia. Eu estava sentindo as dores da amamentação e ficava horas só focada nisso. No final do dia estava esgotada. E ai, qualquer coisa que eu fizesse pra me reaproximar dele, era um caos. Eu cansada e ele chateado.
Conversando com a Cris (doula que me prestou consultoria de amamentação), ela me sugeriu que eu o envolvesse no meu dia a dia. E assim foi. Os dias foram passando e aos poucos fui envolvendo o Vicente no processo: amamentar – troca fralda – coloca pra dormir. Vicente passou a ficar mais tempo do meu lado e consegui me reaproximar.
Apesar do ciúmes ainda continuar (ciúmes de mim e não do Matias), ele já está mais acostumado com a presença do irmão no meu colo – fazer o que né, rs

Rotina
Sabe aquela frase, um dia de cada vez? Um novo dia, uma caixinha de surpresas.
Nas duas primeiras semanas, Matias mamava a qualquer momento do dia. E a rotina que o Vicente estava acostumado comigo, eu não conseguia mais seguir. E criança sem rotina, minha gente, gera um desconforto danado. E eu que  já estava em casa “full time” desde o oitavo mês de gestação, o acordava todo dia pra tomar café da manhã juntos. Montávamos a mesa de café da manhã e ali aconteciam os melhores bate papos – melhor hora do dia!

Disponibilidade
Foi da situação anterior (rotina) que o desafio disponibilidade apareceu. Saber que você pode dormir um tantinho a mais depois de passar a madrugada amamentando, mas prefere levantar para acordar o mais velho e ficar com ele – antes que a próxima mamada bata na porta, hahaha! Passei por cima do cansaço pra dedicar tempo de qualidade com o Vicente, e também para manter a rotina que ele tanto gosta, mesmo que só alguns dias da semana – ame suas escolhas!

Enfim, seguimos com dias muito bons e dias não tão bons assim. Um passinho de cada vez, porque um mês já se foi e apesar de intenso, foi rápido! Não sei como serão os próximos dias e também não importa. Só de pensar que fui escolhida pra ser a mamãe deles, meu coração se enche de felicidade! Acordo feliz e agradeço todos os dias por ter a chance de viver esses momentos.

Que venha o próximo mês!

“… eu gostei que ele nasceu!” – palavras do Vicente – ownnn <3!

SaveSave


Share:
Tagged: