February 10, 2017 0 Comments Bem Estar

Sobre o meu tratamento ortomolecular

Essa semana renderam boas conversas sobre o meu tratamento ortomolecular e achei que valeria a pena compartilhar aqui com você… Já ouviu falar?

Meus companheirinhos do dia a dia!

O tratamento ortomolecular se baseia em equilibrar os níveis de vitaminas e minerais presentes no organismo. Tem tudo a ver quando pensamos nos problemas da vida moderna – estresse, ansiedade, insônia, depressão. Essas coisas estranhas que sentimos e muitas vezes não sabemos identificar. Só que para o meu momento não justificaria usar medicamentos fortíssimos pra equilibrar algo tão natural. E foi ai que o tratamento ortomolecular entrou. Ele trata você por inteiro, equilibrando corpo e mente.

Faz exatamente 10 anos que me consultei pela primeira vez. Estava no último ano da facul, época super turbulenta. Já trabalhava integralmente e estudava à noite, morava sozinha, não me alimentava direito e meu corpo deu o primeiro sinal: queda de cabelo! Quem já não passou por isso em algum momento da vida?
E aí que eu não me via tomando remédio pra um sintoma que todos diziam ser falta de vitamina. E foi com esse “causo” que cheguei na clínica da Dra. Marta Tornavoi.

De início realizei um exame chamado Mineralograma, que foi feito através de um tufinho de cabelo. Hoje ele é feito na palma da mão (tecnologia ao nosso favor! \o/ ). Com ele é possível detectar os índices de minerais.
Em seguida fui para a consulta, que foi mais um bate papo entre amigas. Ela queria saber sobre meu momento de vida, minha rotina, se praticava exercícios e como meu organismo reagia as certas situações. Fez a leitura da “íris” (sim, dos olhos!), relacionou os exames ao meu relato e me indicou o tratamento.

Bom, não preciso dizer que amei né? Logo nos primeiros dias já senti diferença. A diminuição da queda de cabelo foi gradual ao tratamento. A maior e mais rápida foi no que eu sentia, nas minhas sensações. Um bem estar, um sentimento cheio, tipo “borboletas na barriga”, sabe? Gostei tanto que altamente recomendei pra quem eu achava que seria um ótimo caminho a seguir.

Na minha última consulta (retomei em busca de equilíbrio, reorganizar hormônios e trazer a líbido de volta) aconteceu algo interessante. Estava comprando os minerais na lojinha (que fica dentro da clínica, não só com os minerais à venda, mas com diversas opções de comidinhas no estilo “Mundo Verde”) e conversando com a atendente, ela me disse que uma senhora tinha acabado de sair levando remédios naturais pra preparar o corpo para receber a quimioterapia. Minha ficha caiu naquele momento. Foi nesse segundo que percebi o valor real do tratamento e a oportunidade que me dei pra me preparar para a vida, para o envelhecer e para as doenças que possam surgir.

O tratamento não é barato, mas ele se encaixa como uma escolha, uma prioridade. Você pode estar em um outro momento, como o de comprar roupas e apartamento, focada na academia ou se preparando para a viagem dos sonhos. Pode estar economizando para o carro novo ou escolhendo a melhor escola dos filhos. Não importa. Se não for uma boa hora pra você, tudo bem, mas considere a ortomolecular em algum momento da sua lista de prioridades. Nós merecemos.

Quem aí já fez o tratamento? Comenta pra gente papear!

Equilibrando…